Este espaço é dos alunos da turma D do 11º ano da Escola Secundária de Emídio Navarro em Viseu e está inserido na disciplina de Física e Química A. Nele se escreverá sobre assuntos relacionados com a Física e com a Química, mas não só.

04
Mai 09

           Biografia de Lavoisier       

 

Lavoisier nasceu em Paris, a 26 de Agosto de 1743 e faleceu guilhotinado aos 51 anos de idade, por pertencer a uma família nobre, levando a população a pensar que participava do corrupto sistema cheio de impostos sobre a sociedade. Ficou conhecido como o responsável pela descoberta de salitre e do diamante como forma cristalina do carbono.
O seu trabalho de pesquisa era caracterizado pela frequente utilização da balança, descobrindo a importância da massa da matéria em estudos químicos. Conclui que a soma das massas dos reagentes é igual à soma das massas dos produtos da reacção, estabelecendo a Lei de Conservação da matéria: "Na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma". O seu trabalho revolucionou a imagem da química moderna. Ao publicar, o "Método de Nomenclatura Química", provocou uma mudança radical na linguagem desse ramo da ciência, ao ponto da terminologia por ele criada para designar substâncias químicas, ser comum á que se utiliza nos dias de hoje. Antoine Lavoisier descobriu que o oxigénio, em contacto com uma substância inflamável produz combustão. Finalmente, decompondo a água, confirmou o resultado já previsto por Cavendish que tinha sintetizado a água a partir do Hidrogénio e do Oxigénio.

 

                            http://educacao.uol.com.br/biografias/ult1789u627.jhtm  http://portalsaofrancisco.com.br/alfa/antoine-laurent-lavoisier/antoine-laurent-lavoisier.php

 

 

 

 

publicado por Stefano às 21:19

26
Abr 09

 

Identificação de voz
 
A tecnologia de identificação de voz foi iniciada na década de 1960, e desde então, tem sido submetida a uma investigação e desenvolvimento, atingindo as dimensões imensas, hoje evidenciadas.
A identificação de voz é uma tecnologia barata e relativamente precisa, o que permitiu um desenvolvimento tão grande tão pouco tempo.
A identificação de voz consiste na identificação de uma pessoa, através dos atributos biométricos da sua voz.
 
 
Como funcionam os sistemas de identificação de voz?
 
Cada pessoa possui um conjunto de atributos biométricos da sua voz (são pessoais e diferentes de individuo para individuo.). Atributos esses que são o tom, timbre, amplitude de onda sonora, nível harmónico e altura.
Para poder existir uma identificação é necessário que exista uma amostra da fala do utilizador, amostra essa que é armazenada e denominada ‘voiceprint’ e que contém as informações sobre todas as características vocais do utilizador.
O indivíduo que se pretende identificar deve fornecer uma amostra da sua voz, para o microfone existente no sistema. Esta amostra fornecida vai ser comparada com a amostra pré-existente do utilizador. Se coincidirem, então a pessoa é identificada.

 

Vantagens e desvantagens deste sistema de identificação
 
Vantagens:
 
►A margem de erro é bastante reduzida;
►Tecnologia barata;
►O utilizador não necessita de decorar nenhuma passe ou código;
 
Desvantagens:
 
►Impossibilidade de utilização deste sistema quando o individuo se encontra doente, rouco, nervoso (situações que alterem as características vocais);
►O processo pode ser afectado pelo ruído;
►A voz do utilizador, ao longo dos anos pode sofrer alterações;
Pode ser ‘enganado’ com uma gravação;
 
Aplicações do sistema
 
Este sistema pode ser aplicado nas áreas:
 
Justiça;
Segurança pessoal (senha)
 
 
 
Bibliografia
 
http://www.fraudes.org/showpage1.asp?pg=245
 
http://galileu.globo.com/edic/92/tecnologia2.htm
 
http://www.infowester.com/biometria.php
 
http://www.cssu-bg.org/old/seminars/pdf/Voice%20Identification.pdf
 
publicado por João Pereira às 19:16

27
Mar 09

 

O amoníaco é altamente solúvel em água. O amoníaco funde a temperatura de -78ºC e evapora à temperatura de -33ºC, ou seja, temperaturas bastantes baixas.A sua fórmula química é NH3, sendo composto por 3 átomos de hidrogénio e 1 átomo de azoto. O amoníaco tem uma geometria piramidal triangular, como se pode ver na figura.
 
 
 
 
O amoníaco é um gás tóxico, incolor, que apresenta um cheiro característico.
As soluções que contêm amoníaco são fortemente corrosivas, sendo extremamente perigosas se entrarem em contacto com a pele, os olhos, ou as vias respiratórias.
Na indústria química, o amoníaco é utilizado para síntese de ureia, produção de ácido nítrico. Na refrigeração é utilizado como fluído refrigerante, sendo utilizado na indústria têxtil como dissolvente. Também pode ser utilizado na indústria petroquímica para neutralização do petróleo bruto, e síntese de catalisadores.
 
 
Aplicações do amoníaco
 
- Refrigeração;
- Fibras acrílicas;
- Adubos;
- Insecticidas, herbicidas;
- Detergentes;
- Indústria farmacêutica;
- Corantes;
- Nylon;
- Resinas;
- Poliuretanos;
- Pastelaria;
- Explosivos;
- Indústria petroquímica;
- Tinturaria;
- Extracção de metais (cobre, níquel);
- Soda Caustica;
- Fabrico de Ácido Nítrico;
- Indústria Têxtil;
- Produção rústica de droga.
 
 
Amoníaco na refrigeração
 
O amoníaco é extremamente útil nos processos de refrigeração, sendo utilizado em frigoríficos há cerca de 120 anos.
O amoníaco é utilizado na refrigeração porque possui boas propriedades termodinâmicas de transferência de calor, é quimicamente neutro para os elementos constituintes dos frigoríficos e o óleo lubrificante não se mistura com o amoníaco.
É de salientar que o amoníaco foi substituído pelos CFCs nos anos 30, mas recentemente voltou a ser necessário nos processos de refrigeração devido aos danos que os CFCs causam na camada de ozono.
 
 
 
Amoníaco e os explosivos
 
 
Quando misturado com nafta ou gasóleo, forma uma pasta explosiva. O amoníaco quando misturado com alumínio e TNT forma bombas incendiárias. Também é usado como fonte de azoto no fabrico de TNT e nitroglicerina.
 
 
 
 
 
 
Acidentes com Amoníaco
 
 
 
Na data de 12 de Junho de 2006, um camião capotou numa auto-estrada a 200 quilómetros de São Paulo, derramando 19 toneladas de amoníaco, 55 pessoas foram intoxicadas, incluindo o condutor do camião que teve morte imediata devido a inalação de grandes quantidades de amoníaco.
 
A explosão de um cilindro que continha 70 quilos de amoníaco provocou um vazamento do produto para exterior, 8 empregados foram intoxicados com o produto. Este acidente ocorreu em Capa do Leão.
 
 
 
 


 
Vantagens do Amoníaco
 
 
- Tem baixo custo;
- Tem melhor coeficiente de transferência de calor do que os outros refrigerantes;
- Em caso de acidente, o seu odor é rapidamente verificado;
- Na maioria dos casos não é inflamável;
- Não se mistura com óleo de lubrificação;
- Não destrói a camada de ozono.
 
 
 
Riscos do amoníaco para a saúde
 
- Ao atingir as vias respiratórias pode provocar dispneia e tosse, e se a pessoa infectada estiver exposta muito tempo, pode causar graves danos pulmonares;
- Ao atingir os olhos fá-los lacrimejar, podendo provocar conjuntivites;
- Pode provocar queimaduras na pele;
- Pode provocar cancro pulmonar e morte prematura;
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


 
 
 
 
 
Bibliografia
 
 
 
-http://www.gasin.pt/htm/products/gases_amon.htm
 
 
-http://www.phi-usa.com/Papers/amoniaco.pdf~
 
 
-http://www.cetesb.sp.gov.br/emergencia/aspectos/aspectos_toxicologia_efeitos.asp
 
 
-http://www.fiocruz.br/biosseguranca/Bis/lab_virtual/fispq_hidroxidodeamonio.html
 
 
-http://www.scielo.br/pdf/rsp/v29n6/12.pdf
 
 
-http://www.cpovo.net/jornal/A109/N270/PDF/Fim14.pdf
 
 
http://www.clicrbs.com.br/zerohora/jsp/default2.jsp?uf=1&local=1&source=a1633035.xml&template=3898.dwt&edition=8522&section=67  
publicado por Daniel Azevedo às 22:30

10
Mar 09

 

 

O amoníaco é um gás alcalino e incolor, com um cheiro característico, altamente solúvel em água. Tem características prejudiciais para a saúde e a gravidade das lesões por ele provocadas dependem da sua concentração e tempo de exposição, os seus efeitos vão de irritações leves, severas lesões corporais e morte.

  • A respiração de gases que contenham amoníaco pode causar: aumento da pressão sanguínea, irritação da pele, olhos e vias respiratórias, tosse, e dor pulmonar.

  • A sua inalação pode causar dificuldades respiratórias, queimadura da mucosa nasal, faringe e laringe, edema pulmonar, etc.

  • Em contacto com a pele, o amoníaco gera dor, eritema (coloração avermelhada da pele ocasionada por vasodilatação capilar - sinal de inflamação) e vesiculação. Em altas concentrações pode haver necrose dos tecidos e queimaduras profundas.

  • Em contacto com os olhos em baixas concentrações resulta em irritação ocular e no lacrimejar dos olhos; em concentrações mais altas, pode causar conjuntivite (inflamação da conjuntiva ocular), erosão da córnea (parte anterior transparente protectora do olho) e cegueira temporária ou permanente; reacções tardias podem acontecer, como cataratas, atrofia da retina e fibrose pulmonar (substituição do tecido pulmonar por um tecido cicatricial).

  • A ingestão causa náuseas, vómitos e inchaço nos lábios, boca e laringe.


O amoníaco tem um odor extremamente desagradável, facilitando a sua detecção em concentrações na faixa de dezenas de ppm (partes por milhão). No entanto é comum a perda da sensibilidade específica do olfacto, após algum tempo de permanência em ambientes com amoníaco. Assim o valor limite a que uma pessoa pode estar exposta, durante 8 horas de trabalho diário, sem danos à saúde é cerca de 30 ppm e a exposição acima de 2500 ppm, por aproximadamente 30 minutos, pode ser fatal.

 

Queimadura causada por amoníaco

 

 

Queimadura causada por amoníaco

 

 

Conjuntivite

 

Necrose

 

 

 

Bibliografia:

http://www.campinas.sp.gov.br/saude/unidades/samu/noticias/not_2008/not_01_10_08/not_01_10_08a.html

http://www.conama.cl/rm/568/article-1195.html#h2_1

 

 

publicado por Dora Catarina às 18:57

09
Fev 09

 

Carl Bosch nasceu em 27 de Agosto de 1874, em Colonia na Alemanha.

Carl estudou no Instituto Politécnico de Charlottenburgo e também na Universidade de Leipzig.

Em 1899 começou a trabalhar na Empresa Badische Anilin Und Soda Fabrik, empresa essa, onde acabou por desenvolver o Processo Haber-Bosch. Para tal seguiu os passos de Fritz Haber e começou por desenvolver um projecto síntese do amoníaco sob alta-pressão.

Em 1912 conseguiu produzir este composto químico em grande escala e em 1913 acabou por conseguir elaborar métodos para a produção industrial de adubos nitrogenados, fazendo assim com que muitos países tivessem facilmente acesso a adubo para fins agrícolas.

Tal processo consiste em combinar o diazoto do ar com o di-hidrogénio proveniente, principalmente, do gás natural (metano) em determinadas proporções para obter o amoníaco.

 

 

 

Fig: Processo de Haber-Bosch

 

A equação química que traduz a síntese do amoníaco é:

 

N2(g)  +  3H2(g)    2NH3(g)

 

Carl foi várias vezes homenageado e por várias vezes recebeu medalhas, acabando mesmo por receber o Prémio Nobel da Química.

Acabou por morrer após uma doença prolongada a 26 de Abril de 1940.

 

Bibliografia:

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Carl_Bosch

http://dicionario.babylon.com/Carl%20Bosch

http://nobelprize.org/nobel_prizes/chemistry/laureates/1931/bosch-bio.html

 

publicado por s20silva às 15:43

02
Fev 09

 

 

James Clerk Maxwell nasceu em Edimburgo a 13 Junho de 1831.

Aos 15 anos redigiu o primeiro trabalho sobre o método para traçar curvas ovais. Com 16 anos entrou na universidade de Edimburgo onde estudou Filosofia Natural (Física), Filosofia Moral e Mental.
Em 1850, foi estudar Matemática para a Universidade de Cambridge no Trinity College, onde iniciou o estudo sobre as equações de electromagnetismo.
Formou-se em 1854 em Matemática.
De 1860 a 1865 ocupou a cadeira de Filosofia Natural no King's College de Londres, onde investigou sobre elasticidade e geometria pura, estudou visão e óptica, obtendo a primeira fotografia colorida.
Em 1864 desenvolveu as Leis Empíricas do Electromagnetismo, actualmente conhecidas como “Equações de Maxwell”.
Em 1870 publicou "A teoria do calor", que dá a forma final à Termodinâmica moderna.
Em 1871, foi trabalhar como director do Laboratório Cavendish em Cambridge, onde inventou o conceito “Demónio de Maxwell”, para demonstrar que a segunda lei da termodinâmica tinha um carácter estatístico.
Entre 1874 e 1879, dedicou-se à edição dos trabalhos e manuscritos sobre matemática e electricidade experimental de Henry Cavendish, publicados em 1879.
No dia 5 de Novembro de 1879 Maxwell faleceu com cancro no estômago, sendo enterrado em Parton Kirk, Escócia.
 
 
Bibliografia:
 
Http://www.ifi.unicamp.br/~ghtc/Biografias/Maxwell/Maxwellbio.html
Http://pt.wikipedia.org/wiki/James_Clerk_Maxwell
Http://www.fem.unicamp.br/~em313/paginas/person/maxwell.htm
http://www.searadaciencia.ufc.br/folclore/folclore111.htm
 

01
Fev 09
O que é? (Significado e História)
O sonar, nome de origem inglesa a partir de “sound navigation and ranging”, é um instrumento de localização à distância a partir de ultra-sons .
Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS! 
 
1.       Funcionamento básico de um sonar.
 
Os ultra-sons são sons de frequência superior à audível pelo ser humano, mas não de outros seres vivos (ex. cão, morcego, golfinho), que ultrapassam os 20 000 Hz.
  Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!
 
 
2.       Especto sonoro humano.
 
Este método consiste em enviar ultra-sons para os objectos permitindo, através da captação dos seus ecos, verificar a posição deles. Posição essa possível de identificar medindo o tempo entre a emissão do som e a recepção do seu eco. 
Foi construído pelo físico francês Paul Langevin em 1917, para localizar submarinos alemães, mas só foi usado após a Primeira Guerra Mundial.
  
 
 
                                         
3.       Retrato de Paul Langevin.
  
Este método de localização surgiu com o estudo do método de ecolocalização ou “sonar biológico” dos animais que é uma capacidade natural, encontrada em golfinhos e morcegos, de ultra-sons para movimentação espacial ou para captura de presas.
O método usado no sonar é idêntico ao dos radares, mas este último funciona com ondas electromagnéticas e não ondas sonoras.  
A partir do sonar começaram a ser utilizados os ultra-sons para processos de diagnóstico médico, principalmente a partir dos últimos vinte anos do século XX, sendo, actualmente, possuidor de várias utilidades em várias especialidades.
 
 
Para que serve? (Aplicações)
 
O sonar é muito utilizado para orientar a navegação, obter o perfil da placa marítima, revelar a presença de cardumes, etc. Na água, consegue-se uma precisão muito maior do que no ar, uma vez que a velocidade de propagação do som na água é muito maior, podendo chegar a até 1498m/s, enquanto que no ar a velocidade é de 343m/s a 20ºC.         
 Hospede inúmeras fotos no slide.com GRÁTIS!
 
4.       Utilização de um sonar na pesca
 
 
A partir do sonar começaram a ser utilizados os ultra-sons para processos médicos. Surgiram então as ecografias, processos de diagnóstico versáteis que permitiram grandes avanços na medicina e, actualmente, interagem e auxiliam as demais especialidades médicas, cada vez mais se afirmando como um dos pilares do diagnóstico médico na actualidade. 
O ultra-som tem sido usado em várias áreas clínicas, incluindo a obstetrícia,  a ginecologia, a cardiologia e a detecção do cancro. A principal vantagem do ultra-som é que determinadas estruturas podem ser observadas sem usar radiação (prejudicial ao ser humano). O ultra-som transmite o resultado muito mais rapidamente do que o raio X e outras técnicas radiográficas. É usado principalmente na obstetrícia e na ginecologia para controlar gravidezes e na cardiologia para verificar aspectos funcionais no coração e principais vasos sanguíneos.
 
 
5.       Imagem de uma ecografia, muito utilizada para controlar a gravidez
 
 
Tem sido no presente mais frequentemente utilizado para detecção precoce de tumores malignos e benignos em todos os orgãos. Além dessas áreas, há um uso crescente do ultra-som como ferramenta para a geração rápida de imagens para diagnóstico em salas de urgência médica.  
                                                     
As principais características desta técnica são:
·         É um método não invasivo ou minimamente invasivo.
·         Não utiliza radiação ionizante (prejudicial ao ser humano).
·         Permite a aquisição de imagens dinâmicas, em tempo real, possibilitando visualização e estudos do movimento das estruturas corporais.
 
Que tipos de ultra-sons, de uso médico, existem?
 
·         Ultra-sons bidimensionais ou ecografias. As ecografias, são um método de diagnóstico que aproveita o eco produzido pelo som para ver em tempo real as reflexões produzidas pelas estruturas e órgãos do organismo. Os aparelhos de ultra-som em geral utilizam uma frequência variada, desde 2 até 14 Mhz, emitida através de uma fonte de cristal piezoelétrico (cristal de pressão eléctrica), que fica em contacto com a pele e que recebe os ecos gerados. Estes ecos são depois interpretados pelo computador e formam a imagem no visor do aparelho. Quanto maior for a frequência, maior será a resolução obtida.
 
 
6.       Aparelho Ultra-som bidimensional
 
·         Ultra-sons tridimensionais. Nos últimos dois anos foram desenvolvidas máquinas de ultra-som capazes de gerar imagens tridimensionais. Nessas máquinas, várias imagens bidimensionais são captadas pelo movimento das sondas ao longo da superfície do corpo ou girando as sondas inseridas. As varreduras bidimensionais são então combinadas por um software de computador especializado para formar imagens 3D.
 

 

 
7.       Exemplo de imagens obtidas por um ultra-som a 3 dimensões.
 
·         Ultra-sons Doppler. O ultra-som Doppler baseia-se no efeito Doppler. Quando o objecto que reflecte as ondas de ultra-som se move, ele altera a frequência dos ecos, criando uma frequência mais alta se se estiver movimentando na direcção da sonda e uma frequência mais baixa se se estiver a afastar dela. A alteração da frequência depende de quão rápido o objecto se move. Este método mede a mudança na frequência dos ecos para calcular a rapidez do movimento de um objecto. O ultra-som Doppler tem sido usado principalmente para medir a taxa de fluxo de sangue através do coração e das artérias maiores.
 
 
 
8.       Efeito de Doppler numa aplicação básica.
 
Bibliografia:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Sonar
http://palcoprincipal.clix.pt/artigos/Artigo/o_que_e_o_som_alguns_conceitos_e_aplicacoes
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ultra-som
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ultra-sonografia
http://saude.hsw.uol.com.br/ultra-som1.htm
http://saude.hsw.uol.com.br/ultra-som2.htm
http://saude.hsw.uol.com.br/ultra-som3.htm
http://saude.hsw.uol.com.br/ultra-som4.htm
http://www.radio.rai.it/radiorai/online/ev_images/2005/Ecografia.jpg
http://www.espci.fr/actu/langevin/portraitPL.jpg
http://static.hsw.com.br/gif/doppler.gif
http://www.whoi.edu/cms/images/3en_31254_44410.jpg
publicado por Paulo Simão 5 às 18:16

30
Jan 09

 

Fritz Haber foi um químico alemão que nasceu em Breslau, na antiga Silésia, actual Wroclaw na Polónia, a 9 de Dezembro de 1868. Inicialmente trabalhou com o seu pai no comércio de produtos químicos, mais tarde frequentou as universidades de Berlim, Heidelberg, Charlottenburg e Karlsruhe. Ensinou química na Escola Superior Técnica de Karlsruhe até 1911, quando volta para Berlim como professor de Química-Física e mais tarde director do Instituto Química-Física Kaiser Wilhelm, tornando-o num dos melhores centros de estudo do mundo.

 A sua investigação, feita a partir do equilíbrio do nitrogénio e do hidrogénio, permitiu a elaboração de um processo de síntese industrial do amoníaco, produzindo depois fertilizantes, adubos e explosivos.

Organizou o departamento de guerra química do Ministério da Guerra da Alemanha, responsável pelo uso de certos gases durante a I Guerra Mundial dirigindo o primeiro ataque com gás cloro em Ypres em 1915.

Em 1918 ganhou o Prémio Nobel da Química.

 Haber investigou também a termodinâmica de reacções gasosas, a electroquímica e a composição de chamas e explosões de Gás.

 Em 1933 foi obrigado a ir para a Suíça, fugindo ao Nazismo.

Faleceu a 29 de Janeiro de 1934 em Basileia, Suiça. 

 

 

 

Bibliografia

  

http://nautilus.fis.uc.pt/st2.5/scenes-p/biog/b0045.html

 

http://netsaber.com.br/biografias/ver_biografia_c_2061.html

 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fritz_Haber

 

http://200.226.135.50/biografia/fritz-haber.htm

publicado por Jessica às 21:20
tags:

As fibras ópticas

 

     Funcionamento das fibras ópticas

 

 

A fibra óptica é um filamento na sua maioria das vezes constituído por vidro. Estes filamentos poderão apresentar várias dimensões dependendo da aplicação prática.

No entanto, a transmissão de luz baseia-se sempre nos mesmos princípios: de início é emitido um feixe de luz por uma das extremidades da fibra óptica e esse feixe de luz segue progredindo ao longo da mesma por sucessivas reflexões quer a fibra apresente ou não um aspecto curvilíneo.

A fibra óptica é constituída por uma camada interna, o núcleo, e por uma camada externa conhecida como revestimento. Para que ocorra o fenómeno de reflexão total o índice de refracção no núcleo tem que ser superior ao do revestimento, tendo o feixe de luz que incidir segundo um ângulo superior ao ângulo limite.

Graças ao conjunto de todas estas condições pode-se evitar a perda de informação permitindo que a mesma se propague ao longo de inúmeros quilómetros.

É ainda de salientar que estas fibras são geralmente feitas de vidro porque é um material que não absorve tanto as ondas electromagnéticas, pois caso contrário a fibra óptica perderia todo o seu efeito.

 

 

 

 

 

Aplicações da Fibra Óptica na Medicina

As fibras ópticas têm desempenhado um papel importante no avanço da medicina desde as aplicações pioneiras do Fiberscope, onde um feixe de fibras de vidro era utilizado para uma identificação pormenorizada de um órgão no interior do corpo humano. Hoje em dia, tem-se uma variedade de aplicações por sistemas de sensores com fibras ópticas em diagnóstico e cirurgia, dos quais se destacam:

                                                           NUCLEOPLASTIA           

Sensores de temperatura: têm sido utilizados, por exemplo, em terapia radiológica de tumores cancerígenos, detectados através de exames tais como colonoscopias, endoscopias etc.

 

 

            COLONOSCOPIA                                                                            

Sensores de pressão: utilizados para controlar a pressão intracraniana, cardiovascular, uretral ou rectal.                                                                                     

Sensores magnéticos: permitem obter a localização dos campos magnéticos gerados pelo cérebro, útil no tratamento de ataques de epilepsia;

                                                                                    Sensores de pH: utilizados para controlar o nível de oxigénio do sangue, permitindo, por exemplo, visualizar a reacção do feto numa cirurgia cesariana.

Sensores de vazão: utilizados para controlar a perda sanguínea em cirurgias vasculares ou plásticas ou para avaliar grau de queimaduras com precisão.

Além dos sensores acima descritos, as fibras ópticas têm sido utilizadas como instrumentos cirúrgicos, controlando com precisão a limpeza de artérias cardiovasculares ou a destruição de tumores.

     Ainda é de referir que grandes hospitais optam pela utilização de fibras ópticas de forma a possibilitar a comunicação entre os diferentes departamentos, não esquecendo igualmente, o papel importante que têm ao evitar interferências electromagnéticas dos equipamentos de alta tensão como os raio-X.       

 

 

                                www.lucalm.hpg.ig.com.br/mat_esp/aplic_med/medicina

                    www.colegiosaofrancisco.com.br/alfa/fibra-optica

 

 

 

publicado por Stefano às 19:17

18
Jan 09

 

 
Um som sonoro é emitido propagando-se através de uma onda sonora que transporta energia desde o emissor até ao receptor e para que o som seja audível a distância entre este é limitada. Para ultrapassar este problema de comunicação são utilizados microfones e altifalantes.
 
O altifalante recebe o sinal eléctrico e transforma-o num sinal sonoro com a mesma informação, isto é converte a informação captada pelo microfone. É constituído por um íman fixo, uma bobina e uma membrana oscilante.
 
 
O altifalante funciona como se se tratasse da interacção entre dois ímanes que ora se atraem ora se repelem. O íman gera um campo magnético fixo, enquanto a bobina, ao ser percorrida por uma corrente eléctrica, também gera um campo magnético que tanto se pode opor como se pode igualar em sentido ao do íman. Isto acontece porque o sinal aplicado à bobina do altifalante é de corrente alternada, assim sendo, quando a corrente circula num sentido na bobina, é criado um campo magnético que faz com que a bobina seja repelida pelo íman, e quando a polaridade se inverte faz com que a corrente que circula em sentido contrário faça com que a bobina seja atraída pelo íman. A bobina oscila e faz vibrar uma membrana à qual se encontra ligada com a mesma frequência e intensidade do sinal eléctrico, gerando-se assim uma onda sonora com as mesmas características do som original.
 
Bibliografia:
§      http://profs.ccems.pt/PauloPortugal/CFQ/SAFQA11/sa13.pdf
§     http://paulacasaca.googlepages.com/Textodeapoio-comunicaesacurtadistnci.pdf
publicado por Dora Catarina às 21:49

Maio 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


subscrever feeds
arquivos
pesquisar neste blog
 
Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

blogs SAPO